Controle de Gastos Pessoais para MEI em Tempos de Crise

Equipe SOMEI

Já que a vida pessoal e o trabalho são muito unidos para o MEI, o controle de gastos pessoais é muito importante para entender onde e quanto se gastou por mês por motivos particulares, e como isso altera o seu negócio.

Como andam as suas contas? Você sabe quais despesas podem ser cortadas? Nestes últimos meses o seu saldo tem ficado no azul ou sempre no vermelho? Cuidado para não entrar num círculo vicioso e não conseguir mais ter o controle de seus gastos pessoais.

Separamos 7 dicas que podem ser aplicadas em situações de consumo do seu dia a dia, principalmente em tempos de crise, em que deve levar em conta a estratégia: receitas x despesas.

1) Anote e Some todos os seus Gastos

Por mais simples que sejam, quaisquer despesas devem ser calculadas quando você decide introduzir um método frequente de controle dos gastos pessoais.

Então anote todos os seus gastos, incluindo a descrição e os valores, para tudo que foi comprado. Quando ver o que gastou no fim do mês, como parcelas de dívidas, supermercado, combustível, transporte urbano e principalmente compras desnecessárias, pode compreender melhor qual o peso e o impacto de cada item em seu orçamento mensal. A administração destes gastos será mais fácil e realista.

2) Dívidas: Não Empurre com a Barriga!

É importante que você acompanhe mês a mês o quanto e para quem você deve. O controle dos gastos pessoais só vai funcionar se você fizer os pagamentos das dívidas, que devem ter parcelas que caibam num limite de até 30 % do seu orçamento mensal. Então, não assuma dívidas grandes que não possam ser pagas ou que, se pagas em atraso, não lhe cause um impacto desastroso por conta de multas e juros.

As dívidas mais caras devem ser priorizadas, como as do cartão de crédito e cheque especial. É importante também que você se previna de eventuais dificuldades de fluxo de caixa e tente renegociar as dívidas antes que elas se tornem “impagáveis” lá na frente. Não empurre com a barriga! Não faça de conta que a dívida não existe.

Chegou o aplicativo do MEI

3) Como Economizar Dinheiro? Aprenda!

Você economiza dinheiro? Ter o hábito de economizar os recursos é ter o controle dos gastos pessoais na direção certa. Você precisa avaliar o custo x benefício de tudo que consome, seja produto, serviço, seja lá o que for que se paga com dinheiro. Pesquise e compare os preços de produtos e serviços parecidos.

 Use o bom senso. Você não precisa comprar uma porcaria só porque é a coisa mais barata do mercado, mas também não precisa ir ao extremo oposto e escolher o top de linha, pagando muito caro por algo que está muito acima da sua real necessidade. Um exemplo clássico são os smartphones, quase todos com recursos muito parecidos, mas com diferenças de preços gigantes.

Você realmente precisa ter um celular gritantemente caro?

Vale lembrar que economizar é não desperdiçar. Então, pense no que você vem consumindo que poderia parar, ou até mesmo não consome mais, porém continua pagando, como uma assinatura de TV ou jornal, por exemplo. Você assiste a tudo que vem no pacote de canais? Lê o jornal de inteiro todos os dias? Na academia você paga o plano anual cinco estrelas? Quantas vezes por ano você frequenta ela? O banco vem cobrando de você a tal cesta de serviços que você nem sabe o que vem dentro, e o débito disso passa despercebido no seu extrato? Junte e some todas as pequenas coisas que você paga e não usa e dê fim a esses gastos.

4) Reserva Financeira: é possível com pouco dinheiro?

Sim. É possível e necessário fazer uma reserva financeira mensal, mesmo em momentos de crise econômica. Você pode pensar: mas como, se o lucro está baixo e estou faturando tão pouco que mal dá para pagar as dívidas e contas de aluguel, água e luz?

Vamos lá. É preciso ver esta questão dentro de um processo frequente de planejamento e execução de controle de gastos pessoais.

Se trata de um processo que se constrói aos poucos, entendendo e organizando todas as despesas, cortando o que é desnecessário, renegociando e pagando as dívidas, economizando em compras mais equilibradas, já que desta forma você pode assumir ainda mais o compromisso de destinar 10 % a 15 % do seu orçamento mensal para a sua Reserva Financeira.

Dentro do controle de gastos pessoais, a Reserva Financeira é uma caixinha que tem a função de te preservar diante de ocorrências de gastos inesperados como um conserto de carro, uma viagem longa a ser feita de uma hora para outra, tratamento de saúde, e outras emergências da vida a que todos nós estamos sujeitos.

5) Não compre por Impulso!

Você é do tipo de pessoa que bate o olho num produto, no qual nem estava pensando, mas gosta tanto que faz de tudo para comprar e levá-lo na hora? Se o dinheiro que tem no bolso ou se o limite do cartão de crédito aprova, pronto, comprou!

Isso é a tal da Compra por Impulso que quase sempre não é uma boa experiência para o consumidor. Geralmente quem compra por impulso não tem a real necessidade daquele produto ou serviço e logo vai se desencantar sem ter a satisfação de uma necessidade que nunca existiu.

Então, imagine se esse impulso resultar numa dívida desnecessária, numa despesa bem acima de sua receita. A compra por impulso é uma dor de cabeça que deve ser evitada. Antes de comprar avalie a sua necessidade, pense bastante, pesquise preços, alternativas de pagamento e possibilidade de desconto na compra à vista, nem que este processo entre o querer e comprar demande um mês ou mais.

Decida ser grande hoje mesmo

6) Cuidado com os seus Hábitos de Consumo

Como vimos, a compra por impulso pode prejudicar as suas finanças e comprometer o seu controle de gastos pessoais. Esta prática de consumo, quando se torna um hábito, certamente vai trazer problemas para você, que podem ser evitados com a correção disso. Além da compra por impulso, outros hábitos de consumo são ruins, que quando combinados, podem se tornar uma bomba para explodir as suas contas e fazer estragos que podem levar bastante tempo para ser consertados.

EVITE tudo isso!

Não entre numa bola de neve!

Você já parou para pensar em seus hábitos de consumo? Eles estão lhe fazendo bem ou mal? Procure ver o que pode ser mudado no seu dia a dia quando a questão é o gasto do seu dinheiro, onde, quanto, como, e para que você paga tudo o que consome, das pequenas às maiores quantias.

Observe se você tem outros hábitos ruins, como:

  • Comprar coisas desnecessárias, que até você entende ser sem utilidade.
  • Gastar em algo sem ter uma finalidade planejada.
  • Pagar as contas sem ordem, sem avaliar o que deve ser pago em primeiro lugar e assim ordenadamente.

Ter o Controle de seus Gastos Pessoais é também ter o domínio sobre as práticas que levam você a GASTAR.

7) Planejamento Financeiro: por que é tão importante?

Fazer planos para a vida é vital para o ser humano. Realizar sonhos, ter conquistas, atingir objetivos, tudo isso motiva a pessoa a seguir adiante, dando-lhe um propósito.

Como nada vem de mão beijada nem cai do céu, você precisa construir o hábito de planejar todos os seus gastos para poder conquistar suas realizações, como uma viagem ao exterior, a casa própria, um carro mais novo, um curso de música, a universidade para o filho, enfim, cada um de seus sonhos.

Então, ter o controle dos gastos pessoais é preciso entender a realidade do seu consumo e dominar a relação com o dinheiro, que deve ser um aliado de suas conquistas. Planeje, desde a compra de meia dúzia de pães à ida para outro país.

A equipe SOMEI lhe deseja muito SUCESSO com GASTOS PRODUTIVOS!!!

Leia também estes outros 4 artigos. Eles vão te ajudar a controlar melhor o seu controle de gastos pessoais e seu negócio, nos tempos de tranquilidade e de crise.

Fluxo de Caixa para MEI: Por onde Começar? 

Planejamento Financeiro para MEI: Saiba como Fazer

Dicas para MEI: Você sabe a diferença entre Custo Fixo e Custo Variável?

Capital de Giro para MEI: Cuidados Importantes 

+ Artigos

Empréstimo para MEI: PEAC Maquininhas

Se você é um microempreendedor individual e viu o seu faturamento cair nos últimos meses por conta da pandemia do…

Ler artigo

Dicas para MEI: como calcular preços de venda por margem de contribuição

Recentemente publicamos um artigo aqui no Blog da SOMEI detalhando a precificação de produtos, naquela ocasião utilizamos a metodologia por…

Ler artigo

Como funciona o MEI? Saiba aqui

Veja como funciona o MEI, tenha um CNPJ, aposentadoria, licença maternidade e outros benefícios, sem burocracia e com despesas que…

Ler artigo
Arrow-up
pt_BR
pt_BR